Pastelão sem ovo, mas com cenas

“Omelete – ovos. Não há ovos – não há omeletes. Depende tudo da qualidade dos ovos. No supermercado temos ovos de primeira, segunda e terceira categoria e alguns são mais caros do que outros e dão melhores omeletes. E quando os ovos de primeira categoria estão em Waitrose e tu não podes lá ir, aí tens um problema.”

Sim, eu sei que já utilizei esta piada anteriormente, mas tenho de utilizá-la outra vez. A cena é que quando eu escrevi o post dos “ovos mexidos”, eu nunca tinha tentado fazer omeletes sem ovos. Eu já tinha ouvido falar das omeletes de grão-de-bico e tal, mas a verdade é que pensava – “deve de ser uma bela m*rda, deve”. Mas tal como tudo o que é desconhecido, só requer habituação. Posso dizer que actualmente sou um grande fã de omeletes sem ovos.

Omelete? Ou omeleta? A palavra é de origem francesa – omelette – e, normalmente, as palavras terminadas em -ette, têm a terminação – eta, em português. Tipo, chemisette – camiseta, byciclette – bicicleta, camionette – camioneta. Mas a verdade é que oiço mais pessoas dizerem omelete do que omeleta. E vocês? O que dizem? Eu cá prefiro mesmo é chamar isto de pastelão porque quando era miúdo não me lembro de omeletes ou omeletas ou o c*r*lho…

Pastelão de farinha de grão-de-bico com espargos e cogumelos

Ingredientes:

1 Chávena de Farinha de Grão-de-bico

1 Chávena de Água

4 Espargos Verdes (grandes)

3 Cogumelos grandes (cogumelo branco serve)

1/2 Colher de Chá de Cebola em pó

1/2 Colher de Chá de Alho em pó

3 Colheres de Sopa de Levedura Nutricional (nutritional yeast)

1/2 Colher de Chá de Fermento Royal

1 Molhe de Salsa fresca

Pitada de Noz-moscada

Pitada de Pimenta preta

Pitada de Sal

Um pouco de Óleo de Coco

Instruções:

  • Misturar a farinha de grão-de-bico com a pózêra (pozeira);
    • Por outras palavras, misturar os ingredientes secos – farinha de grão-de-bico, cebola em pó, alho em pó, fermento royal, levedura nutricional, noz-moscada, pimenta preta e sal;
  • Juntar a água e misturar;
  • Prepara os teus espargos como eu mostro no vídeo;

captura-de-ecra%cc%83-2016-09-09-as-09-42-50

  • Lamina os espargos;
  • Corta os cogumelos em pequenos cubos;
  • Pica a salsa finamente;
  • Junta tudo à mistura da farinha de grão-de-bico;
  • Se a tua mistura estiver muito grossa, junta um pouco de água;
  • Derrete um pouco de óleo de coco (cerca de 1/2 ou 1 colher de chá chega) numa frigideira antiaderente quente;
  • Despeja um pouco da mistura na frigideira. O suficiente para cobrir a frigideira – vê no vídeo;

captura-de-ecra%cc%83-2016-09-09-as-09-45-19

  • Deixa cozinhar um pouco e dobra ao meio. É importante deixar o pastelão bem cozinhado. Farinha de grão-de-bico crua não tem um sabor muito agradável;

captura-de-ecra%cc%83-2016-09-09-as-09-47-40

  • Se és um mestre na arte de enrolar pastelões de ovos na frigideira, não te aconselho a utilizar a mesma técnica para estes. Eu sei que ficam bem redondinhos e bonitinhos, mas não funciona lá muito bem com esta receita. Ou talvez funcione, se utilizares bem mais gordura na frigideira. De qualquer forma, eu acho que eles ficam bem bonitos com este formato;
  • Serve o teu pastelão com arroz, batata, ou até mesmo no pão;

omelet1

Instagram-logo-full-official facebook idc013613.gif youtube_android_app_logo_google_play_screenshot.jpg tumblr-logo.png snapcode

Segue-nos nas Redes Sociais!

E carrega nessas Cenas Verdes!

captura-de-ecra%cc%83-2016-09-09-as-09-39-20

Breakdown Calórico:

(1 serviço é metade da receita)

Azul – 53% Hidratos

Vermelho – 18% Gordura

Verde – 29% Proteína

Ajuda IMENSO se comentares ou partilhares esta receita 🙂

Sugestão: Se gostas de queijo, junta um pouco de queijo vegano (tipo esses queijos de soja de supermercado) no meio do pastelão, quando dobrares.

P.S.:
Um pequeno aparte – eu sei que nas últimas duas semanas não tem havido qualquer tipo de actividade por estas bandas. Sabem como é, às vezes a vida acontece e metem-se cenas pelo caminho e temos de aprender a reajustar o tempo em prol dos nossos hobbies e coiso. O importante é que a malta quer continuar a escrever e a inspirar vossemecêias e tal. Por isso, não, não me abandone, não me desespere, porque eu não posso ficar sem você.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Scroll to top
%d bloggers like this: