Arakas me Aginares – Ervilhas (Griséus) com Alcachofras

 

Sempre fui um rapazolas de gostos muito modestos. Os meus pratos preferidos sempre foram comida de pobre. Desde griséus (ervilhas) com ovos, cozido à portuguesa, bacalhau cozido com grão ou sardinha assada. Vá, sardinha assada hoje em dia talvez não seja comida de pobre, mas eu sou moço da ilha, filho do mar, a malta sempre orientava umas sardinhas lá por aquelas bandas.

Cenas à parte, todos os meus pratos preferidos tinham um componente em comum em destaque – uma proteína animal. Sim, eu não sou vegano porque gostava menos de carne ou de peixe do que tu. E não, não sinto falta, seja lá o que isso signifique. Mas apesar de os produtos animais terem desaparecido da minha alimentação, o fascínio por certos alimentos continuou. Continuo a adorar tachadas com feijão, repolho e batata-doce, continuo a comer grão, mesmo sem bacalhau e continuo o maior fã de griséus. E as sardinhas que fiquem lá com as cenas delas.

image1

O gosto pessoal muda muito ao longo da vida, é verdade. De certeza que já reparaste que actualmente aprecias muito mais certos alimentos que talvez não gostavas quando eras criança. É como eu digo sempre – o gosto educa-se. Nós gostamos daquilo que estamos habituados. É por isso que normalmente gostamos da comida da mãe ou da avó, mesmo que nem sequer seja assim tão boa, na opinião de outras pessoas. Pessoalmente, hoje em dia como uma muito maior variedade de alimentos do que comia há uns anos atrás. Além de comer, aprecio-os, na sua mais pura simplicidade. Mas existem sempre certos sabores que nos trazem recordações. Os tal gosto pessoal que foi educado durante muitos anos. E é por isso que a célebre cozinha mediterrânica não é indiferente aos portugueses.

Arakas me Aginares – Ervilhas (Griséus) com Alcachofras à Grega

Ingredientes:

350 gr. de Ervilhas congeladas
6 Corações de Alcachofra (enlatados)
Uma mão cheia de Feijão-verde francês
1 Funcho (bulbo)
1 Cebola roxa
3 Dentes de Alho
1 Limão
Molhe de Salsa
Molhe de Aneto (endro)
Molhe de Hortelã
Orégão (seco ou fresco)
1 Colher de Sopa de Caldo de Legumes (em pó)
Sal
Pimenta preta (uma boa catrefada)
3 Colheres de Sopa de Amido de Milho (maizena)
750 ml. de Água
Umas boas fatias de Pão fresco
Azeite Virgem-extra

Instruções:

  • Antes de tudo, espalha os teus ingredientes todos pela bancada e tira uma foto como se percebesses alguma coisa disto;

img_4447

  • Pica a cebola e o alho;
    • Sim, retira a casca primeiro;
  • Corta o funcho em dados não muito pequenos;
  • Mete um pouco de azeite num tacho quente;
  • Atira com a cebola, alho e funcho lá para dentro;
  • Tempera com um pouco de sal;
    • Não vale a pena carregares isso de sal que podes sempre juntar mais depois. Além disso, é possível que o caldo de legumes que vais utilizar também tenha sal adicionado, portanto não queres f*der esta m*rda toda já né?;
  • Mexe bem e deixa cozer tapado durante 5 minutos, até as cenas estarem douradinhas;
    • Lembra-te de espreitar de vez em quando para não deixares isso queimar;
  • Entretanto pica as ervas e corta as pontas do feijão-verde;

captura-de-ecra%cc%83-2016-09-21-as-10-05-43

  • Feijão-verde, alcachofras e ervas, tudo para dentro do tacho;
  • Junta também um pouco de orégão, o caldo de legumes em pó, um pazadão de pimenta preta e a água;
    • Eu digo sempre para juntar muita pimenta preta porque a comida tradicional grega costuma ser bastante carregada em pimenta, mas isto é a gosto pessoal, claro;

captura-de-ecra%cc%83-2016-09-21-as-10-17-42

  • Mistura bem, tapa o tacho e deixa cozinhar em lume médio durante uns 10 ou 15 minutos, até os vegetais estarem tenrinhos e macios;
  • Enquanto isso, corta o limão ao meio e espreme-lhe o sumo, à bruta;
  • Mistura o sumo de limão com a maizena;
  • Quando os teus vegetais estiverem prontos, junta as ervilhas congeladas;
  • Tapa novamente e deixa levantar fervura;
  • Quando estiver a ferver, junta a mistura de sumo de limão e maizena;
    • Quando se adiciona maizena a um líquido quente, é importante estar sempre a mexer, para não formar grumos;

captura-de-ecra%cc%83-2016-09-21-as-10-38-58

  • Assim que estiver mais grosso, verifica se necessita de sal ou pimenta e retira do lume;
  • Serve num prato com umas fatias de pão e enfarda;

peasandartichokes

Instagram-logo-full-official facebook idc013613.gif youtube_android_app_logo_google_play_screenshot.jpg tumblr-logo.png snapcode

Segue-nos nas Redes Sociais!

E carrega nessas Cenas Verdes!

captura-de-ecra%cc%83-2016-09-21-as-15-41-35

Breakdown Calórico:

(1 serviço é 1/2 da receita com 2 fatias de pão integral)

Azul – 69% Hidratos

Vermelho – 16% Gordura

Verde – 15% Proteína

Ajuda IMENSO se comentares ou partilhares esta receita 🙂

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Scroll to top
%d bloggers like this: