Biscoitos da Avó

Biscoitos de Amêndoa e Limão

Sabes aquele momento, em que a tua avó prova a tua reinterpretação dos biscoitos dela, com ingredientes completamente diferentes dos originais e, olhando para ti, responde “está muito bom” ? É claro que não sabes. A última vez que cozinhaste algo foi massa com atum, às 05h30 do sábado passado e quem provou foi o teu colega de piso que estava mais bêbado do que tu. Mas aconteceu-me a mim, no ano passado.

Quando eu era miúdo, uma das coisas que mais gostava de fazer, para além de ver desenhos animados, documentários sobre vida selvagem, ler banda desenhada, ler livros de curiosidades, jogar videojogos, desenhar, rebolar na areia, dar mergulhos no mar, brincar com bonecos, montar legos, comer batatas fritas com areia… bom, ok, ok, talvez eu afinal gostasse de muita coisa quando era miúdo. Mas também gostava muito de ajudar a minha avó a fazer comida!

Lembro-me de passar os finais de tarde no verão a separar griséus (ervilhas) e feijões das vagens, a escolher espinafres e beldroegas (ainda hoje o cheiro do final de tarde na Ilha da Culatra lembra-me sopa de beldroegas) e a alimar peixe. Vá, não pensem que eu fazia isto todos os dias. Nem a minha avó fazia isto assim tantas vezes. Além disso, eu era uma criança. É claro que gostava mais de brincar com bonecos do que de ajudar a minha avó. Mas sabes, aquela sensação de realizar um trabalho de adulto, sabes? É, aquela satisfação infantil de te sentires útil, não sei.

No que eu gostava mesmo de ajudar a minha avó, era a fazer biscoitos. Eu sei que todos dizemos isto, mas aquela criatura fazia os melhores biscoitos do mundo! E eu adorava meter as mãos na massa, sujar-me todo, dar forma de letras e formar o meu nome com biscoitos, tudo! Infelizmente a receita da minha avó leva vários produtos de origem animal, para além de serem fritos em óleo e, por isso, muito pouco saudáveis.

O propósito deste blogue não é ensinar-te a cozinhar. É ensinar-te a cozinhar, a comer e a viver de um modo mais saudável e com menos sofrimento animal. O desafio aqui não é publicar as receitas vegetarianas mais fixes e saborosas. Meter queijo, gorduras refinadas e açúcar em tudo é fácil. O meu desafio pessoal é criar ou transformar muitas das minhas receitas preferidas em receitas saudáveis e isentas de produtos de origem animal. E é claro que os biscoitos da minha avó tinham de vir cá parar.

Ingredientes:

1 Chávena de Farinha de Trigo Sarraceno
1 Chávena de Amêndoas Torradas
1 Chávenas de Tâmaras
1 Limão
1 Colher de Chá de Fermento Royal
1/2 Colher de Chá de Baunilha em pó
1 Colher de Chá de Água-de-flor-de-laranjeira (opcional)
1/2 Colher de Chá de Flor-de-sal
1/2 Chávena de Água

Instruções:

  • Liga o forno e deixa-o aquecer a 200ºC;
  • Lava o limão e, com um ralador, raspa-lhe as zestes;
  • Numa taça, mistura as zestes de limão, farinha de trigo sarraceno, fermento royal e flor-de-sal;
  • Remove os caroços das tâmaras;
  • No processador de cozinha,tritura as amêndoas e tâmaras, juntamente com a água, a água-de-flor-de-laranjeira, baunilha e 1 colher de chá de sumo do limão;
Biscoitos 1
Preparação 1
  • Mistura a tua pasta de amêndoa e tâmaras com a farinha e cenas;
  • Lava as mãos e amassa um pouco;
    • Se a mistura estiver muito pastosa, junta um pouco mais de farinha de trigo sarraceno;
Biscoitos 2
Preparação 2
  • Mete um pouco de água quente numa tigela;
    • Lembras-te da técnica que utilizaste para formar os bolinhos de grão? Vais utilizar o mesmo processo aqui;
  • Molha ligeiramente as mãos, tira um pedaço de massa e estica-o, rolando entre as mãos, exactamente como fazias aqueles rolos de plasticina quando eras miúdo;
  • Agora, cruza as pontas sem unir as extremidades, tipo como se fosse um símbolo da sida, ’tás a ver?
  • Repete o processo até terminares a massa;
    • Podes dar a forma que quiseres aos teus biscoitos, mas esta era a forma dos biscoitos da minha avó;
Biscoitos 3
Preparação 3
  • Assa os teus biscoitos no forno durante cerca de 20/30 minutos;
  • Assim que estiverem douradinhos e estaladiços, estão prontos;
  • Quando estiverem completamente frios, podes guardá-los num frasco tapado. Aguentam cerca de uma semana;
Biscoitos 4
Preparação 4
  • Eu gosto deles assim morninhos, com um chá e um bom filme a acompanhar;
Biscoitos Final
Biscoitos

Segue-nos nas Redes Sociais!

E carrega nessas Cenas Verdes!

Breakdown Calórico:

(Eu dividi a receita em 38 biscoitos por isso esta tabela corresponda a um biscoito = 1/38 da receita!)

Azul – 52% Hidratos

Vermelho – 38% Gordura

Verde – 10% Proteína

Ajuda IMENSO se comentares ou partilhares esta receita 🙂

 

2 thoughts on “Biscoitos da Avó

  1. Responder
    Claudia Leote - 22 Janeiro, 2017

    Vou fazer! E vou fazer hoje! Tenho tudo em casa e tenho uma memória longíqua de uma cena na cozinha da minha bisavó de uns biscoitos destes… mas com azeite?!?!? Obrigada pela partilha. Depois conto como foi a experiência.

    1. Responder
      Paulo Buchinho - 23 Janeiro, 2017

      Olá Claudia 🙂

      Sim, é muito comum fazer este tipo de biscoitos com azeite, ou até mesmo com banha de porco. Julgo que a minha avó utilizava azeite e ovos e depois fritáva-os em óleo. Mas para dizer a verdade não tenho bem a certeza.
      Espero que gostes dos biscoitos! Envia-nos uma foto 🙂

      Beijinhos

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Scroll to top
%d bloggers like this: