Open post

Brownie de Chocolate e Avelã

É importante salientar duas coisas:

Esta receita não fica exactamente igual a um brownie tradicional;
Esta receita não sabe, nem um pouco, a feijão;
O segredo da base desta receita é realmente o feijão. É o que vai dar estrutura ao bolo. Mas não te assustes, nem vais dar por ele. E além de ter um sabor neutro, vai dar um óptimo perfil nutricional à receita. Muita proteína, para a malta preocupada com isso.

O objectivo desta receita, como, aliás, de todas as que faço neste blogue, é a recriação de uma receita tradicional, numa forma mais saudável da mesma.

Eu podia fazer um brownie completamente vegetariano, carregado de margarina vegetal e chocolate vegetal derretido. Isso era fácil. Além de ser fácil, eu sei que esse tipo de receitas atrai mais leitores, porque é isso que toda a gente gosta de comer. Mas quando comecei este blogue foi com um objectivo. Mais do que um objectivo, uma missão – a de mostrar ao mundo que comida saudável não tem de ser aborrecida e sem sabor!

Read moreMore Tag
Open post

O Bolo-rei que já vem tarde

E então? Ainda tens aquelas quinze embalagens de fruta cristalizada que compraste a mais? Era este ano que ias mesmo fazer bolo-rei em casa não era? Ainda por cima quando chegaste do supermercado reparaste que ainda tinhas a fruta cristalizada do ano passado lá na prateleira. Mas a verdade é que mais uma vez acabaste por não fazer bolo nenhum e comprar aquele do Pingo Doce.

Read moreMore Tag
Open post

Granola com Especiarias

Davas-me um pacote de cereais e eu era uma criança perigosa. Acho que comia sempre quase meio pacote de uma vez. Por issbox-cereal-lucky-charmso é que me tornei um puto gordinho. Havia alguns que eram praticamente proibidos lá em casa. Choco Krispies era um desastre nas minhas mãos. É que aquela m*rda desaparecia no leite quente. Perdia a “crocância” em segundos. Claro que eu voltava a meter mais. Era difícil não comer mais de meio pacote daquilo.

Read moreMore Tag
Open post

Manteigas de Frutos Secos (Castanhas)

Pão com manteiga. Ou, como se diz na minha terra, “pam c’mantêga”. Quem é que não gosta? Eu adorava. Como já disse repetidas vezes, sempre fui um rapazolas de gostos muito modestos. Uma fatia de pão caseiro com bastante manteiga, acompanhado de um belo cacho de uvas era certamente um dos meus snacks favoritos. Aliás, reza a lenda que o outro fugiu de casa com uma fatia de pão com manteiga e um cacho de uvas. Tenho a certeza que safou-se.

Read moreMore Tag
Scroll to top