Open post
aveia 9

Papas de Aveia

Não me lembro ao certo da primeira vez que comi aveia, nem tão pouco de como a preparei, mas lembro-me que não gostei. Tinha uma textura estranha, pouco sabor, era enjoativo e fazia bolo na boca.

É de pequenino que se torce o pepino. E teria sido bem mais fácil se alguém me tivesse ensinado a gostar de aveia mais cedo.

Também não me lembro ao certo de quando é que comecei a gostar de aveia, mas tenho a certeza de que foi preciso alguma força de vontade. Lembro-me de me ter obrigado a comer muita coisa de que não gostava em prol da minha saúde (tanto física como mental). Ter deixado de ser o gajo da esquerda, para passar a ser o gajo da direita no espaço de um ano, pediu alguns sacrifícios. Especialmente para um preguiçoso que nunca tinha feito desporto na vida.

Hoje, nos dias que correm, sou super-fã de aveia. Eu costumo dizer que papas de aveia é o prato mais constante da minha dieta. É muito raro o dia que não como papas de aveia em alguma refeição. Pela manhã, à tarde ou à noite, antes do treino ou depois do treino, papas de aveia é uma daquelas coisas que me deixa feliz.

Read moreMore Tag
Open post

Bolinhos de Grão com cheirinho a Natal

Sempre fui um grande entusiasta do Natal. Não sei quando começou e tão pouco me lembro de ficar extremamente ansioso pelos presentes de Natal que iria receber quando era miúdo. Mas lembro-me, desde sempre, de ficar muito entusiasmado com o que iria comer. Desde tenra idade sempre adorei o convívio à mesa, especialmente nas refeições de família reunida. Infelizmente são ocasiões muito menos comuns do que gostaria. Especialmente agora que vivo longe de casa.

Read moreMore Tag
Open post

Granola com Especiarias

Davas-me um pacote de cereais e eu era uma criança perigosa. Acho que comia sempre quase meio pacote de uma vez. Por issbox-cereal-lucky-charmso é que me tornei um puto gordinho. Havia alguns que eram praticamente proibidos lá em casa. Choco Krispies era um desastre nas minhas mãos. É que aquela m*rda desaparecia no leite quente. Perdia a “crocância” em segundos. Claro que eu voltava a meter mais. Era difícil não comer mais de meio pacote daquilo.

Read moreMore Tag
Scroll to top