Open post

Panquecas simples

Levei muitos anos para entender a diferença entre panquecas e crepes. Eu sei que agora panquecas são moda e todo o miúdo de 13 ou 14 anos sabe o que isso é. Mas há 16 ou 17 anos atrás, se eu pedisse panquecas para o pequeno-almoço à minha mãe, ela tinha de ir procurar a receita nas revistas TeleCulinária e provavelmente eu ia acabar por comer pão torrado e galão, de qualquer forma. Isto se eu soubesse o que eram panquecas com 13 anos, porque eu não faço ideia de quando ouvi falar disso. Com 13 anos estava mais preocupado em jogar ao espeta, que na minha terra chama-se espita e jogava-se com uma chave de fendas enferrujada, que também era útil para ameaçar os colegas e roubar-lhes o dinheiro do almoço no intervalo. Panquecas devia de ser coisa de filmes americanos.

Read moreMore Tag
Open post
Chocolate 4

Coiso de Chocolate

A etimologia da palavra chicláte é desconhecida.

Actualmente, o substantivo parece ter sido substituído por chocolate, que é o nome dado ao alimento produzido através da torra e fermentação do cacau.

Quanto ao chicláte, muito pouco se sabe, mas o meu avô e a malta do tempo dele, parecem preferir essa iguaria ao actual chocolate. Chocolate deve ser coisa dos tempos modernos. De certo que no tempo do Salazar não era assim.

Apesar de ser dessa bela geração de 87, ainda não sou assim tão velho. De chicláte sei muito pouco. Nunca tive o prazer de trabalhar com essa peculiar iguaria. Mas no chocolate dou uns toques.

Por motivos morfológicos da língua portuguesa, não sabia que nome adoptar para esta receita de chocolate que vos trago hoje. Um molho? Quiçá um creme? Não sei. Portanto, decidi chamá-lo de coiso. Um coiso de chocolate.

Read moreMore Tag
Open post

Brownie de Chocolate e Avelã

É importante salientar duas coisas:

Esta receita não fica exactamente igual a um brownie tradicional;
Esta receita não sabe, nem um pouco, a feijão;
O segredo da base desta receita é realmente o feijão. É o que vai dar estrutura ao bolo. Mas não te assustes, nem vais dar por ele. E além de ter um sabor neutro, vai dar um óptimo perfil nutricional à receita. Muita proteína, para a malta preocupada com isso.

O objectivo desta receita, como, aliás, de todas as que faço neste blogue, é a recriação de uma receita tradicional, numa forma mais saudável da mesma.

Eu podia fazer um brownie completamente vegetariano, carregado de margarina vegetal e chocolate vegetal derretido. Isso era fácil. Além de ser fácil, eu sei que esse tipo de receitas atrai mais leitores, porque é isso que toda a gente gosta de comer. Mas quando comecei este blogue foi com um objectivo. Mais do que um objectivo, uma missão – a de mostrar ao mundo que comida saudável não tem de ser aborrecida e sem sabor!

Read moreMore Tag
Open post

Leite de Soja

A caminho da escola eu sentia a barriga inchada, sentia-me enjoado, sentia-me mal disposto. Fazia uns barulhos estranhos com o nariz, como que a aliviar pressão pelas cavidades nasais. Não consigo explicar bem o som e nem o porquê, mas aquilo aliviava-me um pouco o mau estar. Ainda hoje me alivia.
“Já estás outra vez com esses barulhos? O que é que foi agora?” – ralhava a minha mãe comigo. Porque isto não era um episódio único ou esporádico, isto repetia-se quase todos os dias.
A minha mãe pensava que os meus enjoos matinais eram devidos ao nervosismo de ir para a escola. Eu também pensava, mas não percebia bem porquê. Eu até gostava de ir para a escola.
Fui crescendo e começando a odiar comer logo pela manhã.
Foi bem, mas bem mais tarde, já eu tinha, provavelmente, uns 17 ou 18 anos, quando eu me apercebi que afinal o problema não era o pequeno-almoço, mas o que estava no pequeno-almoço.
Fui asmático durante muitos anos e fiz um gazilhão de testes de alergias, tanto cutâneos como ao sangue. Tanto quanto sei, não tenho qualquer alergia alimentar, a medicamentos ou animais. A única alergia que tenho é ao pó doméstico. Mas a verdade é que era o leite que me arruinava as manhãs.
Pode-se dizer que sou intolerante a lactose… ou então, simplesmente, não sou um bezerro.

Read moreMore Tag
Open post
Brownie 3

Brownie de Maçã

Man, chama o que quiseres à tua comida, à tua roupa, à tua música, ninguém tem nada a ver com isso. Eu vou chamar a este bolo brownie de maçã, porque a textura faz-me lembrar a de um brownie. O blogue é meu, eu chamo-lhe o que bem me apetecer. Agora não me apareças é no teu food truck a vender um vegan burger de grão-de-bico em bolo de caco, acompanhados por um orange juice de laranja do Algarve e chips de batata-doce a 10,50€, porque dar nomes fashion às coisas não chega para cobrar 10€ por uma m*rda que vale 5€!!!

Read moreMore Tag
Open post
inhame caril

Caril de Inhame

Na ilha de São Jorge, em particular nas fajãs do concelho da Calheta, o inhame foi, em tempos, tão importante na alimentação dos habitantes que estes eram conhecidos por inhameiros.

O inhame era, na altura, considerado comida de escravos e pobres e, portanto, nunca fora sujeito ao pagamento do dízimo. Não foi uma surpresa lá muito agradável quando esta malta tomou conhecimento que deveriam começar a pagar.

Além de quererem que os habitantes pagassem o dízimo, foi também imposto que os agricultores deveriam proceder ao transporte dos inhames desde os campos até ao local da recolha. Ou seja, ao contrário do dízimo cobrado pelo trigo, milho ou vinho, que era sempre cobrado no local de produção, este seria cobrado no local de entrega.

Ora carregar com os inhames no lombo, desde as fajãs até ao povoado, por caminhos de cabras, 500 ou 600 metros ao longo de falésias, para depois os entregar como dízimo, era um verdadeiro espetáculo.

À pala desta brilhante ideia, é lógico que a malta perdeu as estribeiras e houve porrada de meia noite. Morreram pessoas por causa do inhame, só para verem o que os moços gostavam da cena!

Read moreMore Tag

Posts navigation

1 2 3 4 5 9 10 11
Scroll to top